O Instituto Tartarugas do Delta iniciou na temporada de 2018 um trabalho de pesquisa na região do Litoral Norte-Nordeste do Brasil visando aprofundar conhecimentos dos padrões de migração de duas espécies ameaçadas de extinção: a tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) e o peixe camurupim (Megalops atlanticus).

 

Rotas da conservação é um projeto financiado com recursos da cláusula de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (Cláusula de PD&I) dos contratos de concessão da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

 

O projeto Rotas da Conservação apresenta como objetivo geral monitorar a tartaruga-de-couro e o camurupim por meio de transmissores via satélite e levantamentos de informações com a comunidade pesqueira, detentora do conhecimento ecológico local, correlacionando dados de comportamento reprodutivo e etnobiológicos das espécies.

Objetivos específicos:

 

  • Conhecer a rota migratória da Tartaruga-de-couro Dermochelys coriacea durante e após a temporada de desova. 

  • Estudar a migração da população de Camurupim adulto capturada pela pesca artesanal no litoral do Piauí. 

  • Avaliar aspectos reprodutivos do Camurupim Megalops atlanticus na APA Delta do Parnaíba e áreas marinhas adjacentes. 

  • Investigar o Etnoconhecimento dos pescadores e a distribuição de saberes "Ecológico local" em relação ao ciclo de vida da Tartaruga-de-couro e o Camurupim

 

 

Os dados obtidos com o projeto de Pesquisa visa:

 

  • Gerar informações relevantes para ampliar conhecimentos sobre as espécies e, consequentemente, contribuir com a criação de planos de manejo e conservação em parceria com órgãos gestores;

  • Subsidiar planos de trabalhos para manutenção de ecossistemas e evitar perdas e/ou perturbações em habitat utilizados pelas espécies.

 

Esse projeto é financiado pela Shell Brasil, executado pelo Instituto Tartarugas do Delta com o apoio do SESC, UFPI, UESPI, SDR, APA Delta do Parnaíba/ICMBIO.

PATRIMÔNIO NATURAL
 
DESDE 2016

© 2017 - Instituto Tartarugas do Delta - ITD - By: Werlayne Mendes