• ITD

Veículo só na pista, na praia natureza e banhistas


O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade- ICMBio, através da Coordenação Regional 5, promoveu uma Reunião Técnica Interinstitucional - Grupo de trabalho (GT) trânsito de veículos nas praias do Litoral Piauiense, em atenção à Recomendação Nº 01/2016 do Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República no Município de Parnaíba – PI, protocolada na APA Delta do Parnaíba (ICMBio) sob o Nº 20160015215, com o objetivo de discutir, planejar e programar ações de fiscalização e educação socioambiental com vistas a nivelar com os parceiros a atuação de cada um no âmbito de suas competências no que diz respeito a problemática que envolve a circulação de veículos nas praias do litoral piauiense.

O GT é formado pelas instituições:

• Instituto Chico Mendes de Biodiversidade – (ICMBIO)

• APA Delta do Parnaíba (APA)

• Instituto Tartarugas do Delta – (ONG)

• Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAR)

• Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTUR)

• Superintendência do Patrimônio da União no Piauí (SPU)

• Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Luís Correia (PMLC)

• Ministério Público Federal (MPF)

• Ministério Público Estadual (MPE)

O litoral do Piauí está inserido na Área de Proteção Ambiental - APA Delta do Parnaíba, unidade de conservação federal de uso sustentável, que dentre outros objetivos de sua criação, prevê o disciplinamento das atividades econômicas desenvolvidas em seu interior e fomento ao turismo sustentável.

As praias piauienses reúnem particularidades ambientais que favorecem a desova das cinco espécies de tartarugas marinhas, que frequentam a costa brasileira. O transito de veículos nessas áreas destrói os ninhos e compactam a areia dificultando o nascimento dos filhotes.

“Mas esta não é apenas uma luta pela sobrevivência das tartarugas! Carro na praia significa perda da paisagem natural, perda de atividades de recreação e lazer, aceleração de processos erosivos e muitos outros aspectos negativos. Essa é uma luta de todos nós! Colabore, respeite, denuncie”, Werlanne Magalhães, coordenadora do Projeto Rotas da Conservação e vice-presidente do Instituto Tartarugas do Delta.


51 visualizações
PATRIMÔNIO NATURAL
 
DESDE 2016

© 2017 - Instituto Tartarugas do Delta - ITD - By: Werlayne Mendes