HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO

O projeto Tartarugas do Delta iniciou em 2006 as ações de conservação com tartarugas marinhas no litoral piauiense. Inicialmente realizamos contato com IBAMA para saber mais informações sobre as ocorrências de tartarugas-marinha na região e com o projeto TAMAR, para realização de treinamentos da equipe. Após essa capacitação técnica, iniciamos de fato os trabalhos de monitoramento de praia, seguindo metodologia do Programa Nacional de Conservação com Tartarugas Marinhas.

Dados preliminares apresentou a região como área importante para desova de tartarugas marinhas. Em 2009, o projeto recebeu o primeiro financiamento da Fundação O Boticário de Proteção da Natureza para realização das atividades de conservação do comportamento reprodutivo das tartarugas marinhas. 

Em 2010 o projeto Tartarugas do Delta foi contemplado na seleção pública do Programa Petrobras Ambiental - PPA e recebeu patrocínio para ampliação das ações dos trabalhos de monitoramento de praia, educação ambiental e envolvimento comunitário. 

Em 2012 O projeto foi transformado em pessoa jurídica e passou a ser reconhecido como INSTITUTO TARTARUGAS DO DELTA - ITD. 

Em 2013 o Instituto participou na seleção pública do Programa Petrobras Socioambiental, e foi contemplado no edital com o patrocínio da Petrobras, para execução do projeto Biodiversidade Marinha do Delta – BIOMADE em parceria com o SESC Piauí, projeto TAMAR e ICMbio. Como resultado importante foram marcadas as primeiras fêmeas de tartarugas marinhas no litoral piauiense e identificadas áreas prioritárias para conservação de tartarugas marinhas, boto-cinza, cavalo-marinho.

 

Em 2016 a tartaruga marinha foi reconhecida com Patrimônio Natural dos municípios de Parnaíba e Luís Correia e reconhecida como Patrimônio do Estado juntamento com cavalo-marinho e peixe-boi.

EQUIPE:

PATRIMÔNIO NATURAL
 
DESDE 2016

© 2017 - Instituto Tartarugas do Delta - ITD - By: Werlayne Mendes 

Bióloga, Werlanne Magalhães